domingo, 24 de junho de 2007

(CDS) PP No Seu Melhor

O Paulinho Portas voltou triunfante, e triunfante avança com os seus meninos para este primeiro combate pela Câmara Municipal de Lisboa. É pena é que não dê a cara quando se trata de defender convicções profundas...

5 comentários:

Anónimo disse...

Ao que chega o "opturnismo" voraz de uma pseudo elite do centro...qualquer principio moral é rapidamente esquecido em nome de votos de uma sociedade sem valores!!!espantoso como um Paulo Portas (e sus muchchos) consegue dar cabo de um partido no qual tanta gente como Adelino Amaro da Costa e outros deram a cara por valores e principios de construção de uma sociedade suportada entre outros, por um bem insubstituivel como é e tem de ser a FAMÍLIA...

Flávio Josefo disse...

Desafio-vos a participar no movimento dos Blogs a favor do referendo do Tratado Europeu. A imagem está em Kaos.

Anónimo disse...

Quando li nem queria acreditar!!!

..."Defendeu também a formação de funcionári@s da CML contra a homofobia, bem como junto das escolas"!!!!!


Formação?!!!

Junto das escolas?!!

A propósito de quê?!!

Ah!! É que para além de "todos diferentes todos iguais" também dá
para aumentar as hipóteses de sucesso escolar, só pode!... porque assim era mais um item a ter em consideração para a progressão de um aluno: por ele próprio ou pelo contexto socio/familiar...

É QUE ERA SÓ O QUE MAIS FALTAVA!!!!

Não podemos "impor" (como muitos o vêm) a IGREJA porque "fere a liberdade dos outros" mas seremos impostos a impor a aceitação de algo em que não acreditamos?!!!

Respeito sim.
(Aliás conheço bem de perto tal realidade)
Mas até onde vai esta aparente "tolerância" que tem tantos outros nomes bem longe da honestidade e verdade de respeito e aceitção do outro?

Parabéns pelo post

Anónimo disse...

A "normalidade"/benignidade É!

Não se impõe ou justifica,
não se ensina, não se lecciona, É! DÁ-SE!

ENTREGA-SE!

Faz pelos outros sem pensar nos seus próprio benefícios.

Não faz desfiles, PASSA!

Não usa o poder politico,
nem se deixa usar,
protituír,
por ele,
VIVE na ALEGRIA de se saber em VERDADE!

Não se esconde por trás de tanto esquema sujo de outos que teimam em alimentá-la, porque de "mártires" precisam para ganhar crédito e poder,
OLHA NOS OLHOS!
E ENTENDE-SE,
RECONHECE-SE.

Não precisa de propaganda ou defesa, É!

A "normalidade", É!

Anónimo disse...

(continuação)

A falta de respeito e aceitação do outro, começa exactamente quando nos impomos, ele se impõe ou somos obrigados a impor outros a aceitar e/ou impor!

É tão simples, tão claro!