terça-feira, 1 de maio de 2007

A grande irmã vigia-nos

Com toda a certeza aqui a inquisidora-mor do regime, a D. Câncio não se refere a ninguém desta desprezível casa, definitivamente fora de estrutura, mas que esta frase (...) e também acredito que a maioria dos que falam e escrevem não saibam que não sabem do que falam e creiam estar, como sempre, do lado do bem e da liberdade e etc. (...) é de uma arrogância nacional socialista, lá isso é.

1 comentário:

MRC disse...

Penso que a única explicação para o ódio que essa senhora demonstra contra a defesa da vida intra-uterina (no outro dia, no seu blog, congratulava-se pelo "fartote" de abortos que vão passar a ser feitos, pagos com os nossos impostos) e, sobretudo, contra a Igreja Católica estará provavelmente em algum trauma de infância com algum padre ou alguma coisa que a marcou profundamente. Todos nós somos hoje o fruto do que fomos e aprendemos.